Beber Café Auxilia na Diabetes?

Parece que sim!

A justificativa se baseia no efeito da cafeína sobre a inibição dos transportadores de glicose/sódio. Dessa maneira, prioritariamente, tanto o metabolismo de glicose quanto o ganho de gordura corporal, mediado pelo disfunção desse metabolismo mostram-se beneficiados.

Estudo desenvolvido por Hashimoto e equipe, desenvolveu um estudo piloto crossover e randomizado envolvendo 6 pacientes com diabetes mellitus do tipo 2. Embora a amostra seja pequena a pesquisa é intrigante.

Inicialmente todos os pacientes foram orientados a tomar medicamentos inibidores de SGLT-2 (transportadores de glicose sódio dependentes, SGLT1 e SGLT2 são os principais transportadores de glicose no rim), durante 9 dias.

Leia também:

Consumo de Cafeína e Ganhos de Hipertrofia

Beber Água Emagrece?

Por Que Dormir Pouco Afeta o Emagrecimento?

Nos dias 3, 6 e 9, os pacientes foram orientados a ingerir líquidos, em três diferentes protocolos:

Água 500;  pacientes beberam 500 ml de água durante 3 horas.

Água 1500 ; beberam 1500 ml de água durante 3 horas.

Cafeína 500; pacientes beberam 500 ml de água com 400 mg de cafeína durante 3 horas.

Em todos os protocolos, a urina dos pacientes foi recolhida ao longo de um período de 6 horas.

Os dados de ingestão de cafeína sobre o controle da glicose também foram comparados com um grupo de 60 pacientes com diabetes do tipo 2 que também tomaram inibidores de SGLT-2 durante 3 meses, contudo sob questionário auto-relatado sobre consumo de café.

Os valores das medianas de 6 horas (intervalo interquartil) de excreção urinária de glicose foram de 9,5  (8,5-9,7)g em Água 500; 12,2 (10,3-27,2) g em Água 1500 e 15,7 (11,4-21,4) g em cafeína 500 (p = 0,005 vs água 500).

Além disso, no estudo de coorte de 60 pacientes (mesmo grupo de pesquisa) a análise de regressão múltipla demonstrou que a log (ingestão de cafeína) foi positivamente associada a mudança nos valores de hemoglobina glicada (um marcador glicêmico do sangue) HbA1c (β = -0,299,P = 0,043) após o ajuste para covariáveis​​. Embora apresente limitações, abre bons insights para suportar ainda mais aquele cafezinho na melhora do metabolismo, não?

Referência:

Hashimoto, et al. “Caffeine intake enhances the effect of sodium-glucose transporter 2 inhibitor.” Diabetes/Metabolism Research and Reviews 2016 ( in press)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *