Bacon Pode Ser Considerado Mais Saudável do que Frutas?

Você já deve estar pensando “esse vitor é maluco, vim aqui só ler o texto rapidamente, para depois xinga-lo” (risos). O título é chamativo e polêmico, mas o objetivo aqui é chamar atenção para um fator muito importante de uma alimentação saudável: densidade nutricional. Leia até o final e entenderá o porquê do título polêmico e sua ligação com a densidade nutricional!

Afinal, o que é densidade nutricional?

Existem vários métodos para se calcular a densidade nutricional de um alimento, vamos discutir sobre 3 deles e entende-los!

Método NuVal:

Este método basicamente pega a quantidade de micronutrientes de um alimento e divide esta pela quantidade de gordura trans, gordura saturada, colesterol, sódio e açúcar. O erro deste método esta em considerar gordura saturada, sódio e colesterol como ruins para a saúde. Você, leitor do nosso site, já viu neste post que a gordura saturada não faz mal, e neste, que o colesterol nos alimentos não fazem mal e por último, neste post, que o medo excessivo do sódio pode ser preocupante.

Então, infelizmente não podemos utilizar este método.

Método ANDI:

Este é um método muito utilizado, onde vemos claramente que alimentos folhosos tem uma alta pontuação, mas carnes em geral têm uma pontuação baixa. O que é curioso, visto que carnes são ricas em micronutrientes, tanto quanto os vegetais folhosos!

Ao analisar mais afundo, descobrimos que o criador desse método é um vegetariano, que excluiu todos os aminoácidos essenciais, vitamina A, vitamina b12, cromo, potássio e muitos outros micronutrientes dessa conta, com o claro objetivo de favorecer apenas os alimentos de origem vegetal!

O que obviamente inviabiliza a utilização de tal método!

Método de Mat. Lalonde:

Este é sem dúvidas o melhor método criado até então! O cálculo é basicamente o seguinte:

Densidade nutricional = somatório de nutrientes essenciais / peso do alimento

Ou seja, aqueles alimentos mais ricos em nutrientes essenciais distribuídos em uma quantidade menor de peso total, terão com certeza uma pontuação maior neste cálculo! O que nos dá então a concentração (densidade) de nutrientes essenciais em um alimento!

O que é contabilizado como nutriente essencial neste método?

– Gorduras essenciais (ômega-3 e ômega-6);

– Aminoácidos essenciais como isoleucina, leucina, lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina, Triptofan, Valina, Histidina;

– Vitaminas A, Bp (colina), B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9, B12, C, D, E, K;

– Minerais como cálcio, clorídrio, crômo, cobalto, cobre, iôdo, ferro, magnésio, manganês, molybdenum, níquel, fósforo, potássio, selênio, sódio, enxofre, zinco.

Segundo este método, vou colocar aqui algumas categorias de alimentos e suas respectivas notas:

  • Órgãos de animais (fígado, rins, coração, etc) – 21.3
  • Ervas e temperos – 12.3
  • Nozes, amêndoas e sementes – 7.5
  • Legumes (crus) – 3.8
  • Porco – 3.7
  • Ovos e laticínios – 3.1
  • Frutas – 1.5
  • Óleos e gorduras vegetais – 1.4
  • Grãos e pseudo-grãos – 1.2

Todas as categorias, você pode ver na referência do texto.

Um erro deste método é não considerar a biodisponibilidade dos nutrientes no cálculo das pontuações!

Conclusão

A ideia aqui de forma alguma é afirmar que bacon é melhor do que frutas. Mas atentar as pessoas para pararem de taxar alimentos como bom ou ruins, principalmente a partir de antigos dogmas da nutrição, já desbancados à décadas pela ciência. Baseie sua alimentação em alimentos naturais que com certeza estará no caminho certo. Além disso, procure um nutricionista para que ele o ajude a montar uma alimentação ideal para você.

Referência:

Mat Lalonde Nutrient Density: Sticking to the Essentials AHS12

15 comentários em “Bacon Pode Ser Considerado Mais Saudável do que Frutas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *