Até Quando Preciso Fazer Dietas Lowcarb?

A redução do consumo de carboidratos e aumento de gorduras naturais saudáveis na dieta (LCHF) se mostra um excelente estratégia para aumentar a queima de gordura. E ainda melhorar a composição corporal. O principal mecanismo é a melhora da atividade hormonal, principalmente da insulina, redução da inflamação e aumento do conteúdo proteico e enzimático associado ao metabolismo das gordurinhas de seu corpo.

O foco da questão é modular positivamente o comportamento desses mecanismos, em prol da melhora do metabolismo. Mas até quando preciso fazer lowcarb?

Se você encara qualquer dieta como algo sofrível, então o erro já começa por aí. Visto que você vai viver pro resto da vida não? ( Bom assim eu espero!) Com a melhora do perfil hormonal, inflamatório e enzimático, eu emagreço e ganho mais massa muscular. Isso quer dizer que a partir de conquistado esse estado qualquer alimento irá desencadear respostas equilibradas para o metabolismo.

Antes de continuar o post, gostaria de fazer um convite. A Citius montou um programa completo de emagrecimento. Feito para você que quer emagrecer de forma simples, eficiente e para sempre. Clique na imagem abaixo e confira:

Voltando ao assunto, o exercício físico age da mesma maneira, restaurando um gradiente metabólico a favor da melhora do funcionamento do corpo. Consegui equilibrar meu metabolismo com LCHF, dieta cetogênica, jejum intermitente, comendo de 3 em 3 horas, treinamento diariamente, vivendo sem estresse, ingerindo mais carboidratos, comendo angu com doce de leite (beijo Vó!)…Enfim, Conseguiu?! MANTENHA ELE ASSIM! ESSA É A CHAVE PARA MANTER O EMAGRECIMENTO E/OU GANHO DE MASSA MUSCULAR.

Ajustado o metabolismo, você pode distribuir, desde que sem excessos, carboidratos, gorduras e proteínas em sua dieta sem problemas, podendo comer equilibradamente QUALQUER TIPO DE CARBOIDRATO ( vem ni mim açaí!) É por isso que eu não sou contra LCHF, muito pelo contrário, acho uma excepcional estratégia, contudo é mais fácil e rápido generalizar e demonizar algum alimento do que tentar explicar os princípios metabólicos da coisa!

Referência:

Noakes TD; Windt J. Evidence that supports the prescription of low-carbohydrate high-fat diets: a narrative review. Br J Sports Med 2016;51:133–139. Hall KD. A review of the carbohydrate–insulin model of obesity. European Journal of Clinical Nutrition (2017), 1–4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *