Treino de Força Gera Menos Hipertrofia Muscular?

“Cala a boca e treina! Quanto mais “peso” melhor! Aqui é faca na caveira! Tem que fazer até iscurecer as vista! É pá virá o zói memo!” Algumas pessoas acreditam que quanto mais kilos, colocar numa barra e agachar maior será o efeito do bumbum na nuca!

No chamado treino de força pura, trabalha-se na musculação cargas superiores a 90% RM, ou seja, quase o máximo de força que a pessoa consegue fazer para realizar uma repetição. Em termos práticos, a carga é tão grande que não permite ao praticante realizar mais que 4-5 repetições sem alcançar a fadiga ou “travar” o movimento de execução.

Embora esse tipo de treino seja muito IMPORTANTE, dentro do planejamento estratégico para otimização da força muscular e alguns aspectos do próprio ganho de massa muscular. Os estudos mostram que quando comparado ao treino HIPERTRÓFICO TRADICIONAL, em que realiza-se entre 8 e 12 repetições até “travar” o movimento. Vemos que o treino de FORÇA PURA é MENOS EFICIENTE PARA GERAR HIPERTROFIA.

Ou seja, aos que acreditam que a musculação é um game of thrones, em que o mais “forte” é o mais musculoso, é necessário entender que existem mecanismos neuromusculares que implementam potenciais de ação que aumentam a geração de unidades motoras para que a força muscular aumente muito mais que o estresse inflamatório/metabólico responsável pela geração dos estímulos celulares que desencadearam a maior fabricação de novas miofibrilas responsáveis por aumentar sua massa muscular!
Achou complicado essa última parte? Pois bem um personal trainer não acha!
Por que você não investe nele?

Referência:

Schoenfeld BJ et al. Differential Effects of Heavy versus Moderate Loads on Measures of Strength and Hypertrophy in Resistance-Trained Men. Journal of Sports Science and Medicine (2016) 15, 715-722.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *