O Impacto do Jejum Intermitente na Massa Muscular

O jejum intermitente tem se mostrado uma estratégia alimentar de bons resultados tanto no metabolismo de glicose quanto de ácidos graxos. Ambos mediados por um reajuste da ação de hormônios metabólicos.

Entretanto, alguns ainda se perguntam se o aumento do número de horas, em jejum, não tem impacto na manutenção da massa muscular. A literatura nesse sentido é vasta. Um dos principais comportamentos estudados para justificar essa premissa, são os estudos com o ramadã: período de 30 dias, do calendário islâmico, durante o qual os muçulmanos devem jejuar do levantar ao pôr do sol.

Leia também:

Vale a Pena Fazer Aeróbio em Jejum?

Quanto Tempo uma Pessoa Pode Ficar em Jejum?

Guia Completo de Jejum Intermitente

No estudo recente publicado no International Journal of Endocrinology and Metabolism. Avaliou-se as medidas antropométricas e composição corporal, de um grupo de 43 indivíduos (sendo 36 mulheres). A ingestão energética média diária 1600 Kcal, não apresentando alteração significativa no período do ramadã. Os principais resultados ao longo de 28 dias mostraram uma diminuição média da gordura corporal em 484g; E o mais interessante NÃO HOUVE ALTERAÇÃO NA MASSA MUSCULAR. 

Após o período de estudo o peso corporal dos voluntários retornou aos mesmo valores pré-intervenção de jejum intermitente.

É importante, ressaltar que todos eram sedentários.

Embora, os resultados do pondo de vista do emagrecimento sejam relativamente pequenos. A preservação da massa magra é um aspecto interessante a se observar nesse tipo de estratégia. Entretanto, quando associada a prática de exercícios físicos é necessário que tanto o educador fisico e o nutricionista que acompanham seu desenvolvimento sejam consultados para estabelecer o melhor programa de exercício e dieta, afim de ajustar o treinamento e a rotina alimentar de todo o programa. Olhos neles, eles que garantirão a obtenção do resultado com segurança, saúde e prescrição individualizada.

Referência:

SF Syam et al. International Journal of Endocrinology and Metabolism, 14(1), 2016.

4 comentários em “O Impacto do Jejum Intermitente na Massa Muscular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *