Todos Somos Capazes de Ganhar Massa Muscular

Embora a sarcopenia, que é perda de massa e força muscular associada a idade. Esta não seja acelerada nem exacerbada pela redução de células-tronco muscular e células-satélite. Uma das justificativas para que isso ocorra é a de que o músculo reduza a capacidade de gerar adaptações celulares para a hipertrofia.

Ou seja, mesmo que o indivíduo apresente uma carga genética que possibilite ao seu músculo naturalmente ter maiores condições de hipertrofiar. É a genética do hulk! OS estudos tem mostrado que o mais importante é gerar o máximo de estímulos metabólicos através da musculação e demais variáveis que desencadeiam adequadamente a atividade sinalizatória. Onde? Nas células musculares que irão se hipertrofiar. Em outras palavras isso quer dizer, que por mais que o indivíduo seja idoso, ele será capaz de ganhar massa muscular. O mais importante é dar o máximo de estímulos responsáveis ao aumento da massa muscular.

Por isso que é importante que o treinador, coach, personal trainer ou professor de educação física, tenha em sua manga o maior número de cartas na manga. Assim, pode prescrever os diversos tipos de treino para hipertrofia. DIVERSOS! Esqueça o cala a boca e treina! Ao treinar sua mente com estudos você aumenta o leque de possibilidades de intervenções seguras. Além disso, garante resultados sólidos quanto ao ganho de massa muscular.

Invista no seu personal trainer ou em alguém que saiba prescrever adequadamente seu treino de acordo com seus limites, anseios e individualidade! Lembre-se que dependemos da modulação de 3 vias diretas: estímulo mecânico da contração muscular, agentes nutricionais e atividade hormonal. E 2 indiretas: imunidade e genética. Para com elas potencializar o ganho de massa muscular.

Em se tratando somente de musculação a sobrecarga muscular induz a melhora da composição do tipo de fibra acionada pela maromba. Independente das células satélites! Sugerindo que o músculo idoso é muito responsivo a musculação, mesmo com uma resposta hipertrófica prejudicada.

Referência:

Lee JD et al. Aged Muscle Demonstrates Fiber-Type Adaptations in Response to Mechanical Overload, in the Absence of Myofiber Hypertrophy, Independent of Satellite Cell Abundance. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2016 Apr;71(4):461-7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *