Sleep Low – Uma Nova Estratégia de Emagrecimento

O planejamento estratégico entre a prescrição do exercício físico e manipulação da  dieta, ambos feitos, por profissionais de  educação física e nutrição, pode ser o diferencial na busca pelo resultado. No que tange a estratégias SAUDÁVEIS para otimizar o emagrecimento, estudo recente publicado no Medicine science and sports exercise, demonstrou que: o método de treinamento físico “ sleep low” pode funcionar.

Antes de continuar o post, gostaria de fazer um convite. A Citius montou um programa completo de emagrecimento. Feito para você que quer emagrecer de forma simples, eficiente e para sempre. Clique na imagem abaixo e confira:

Mas voltando ao assunto, este consiste na realização de um treino aeróbico, de moderada intensidade e realizado pela manhã. Utilizando baixo consumo de carboidratos, feito subsequentemente após um treino intervalado de alta intensidade na noite anterior. Capaz assim de depletar o glicogênio muscular e seguido de uma noite de sono sem o consumo de carboidratos, é capaz de aumentar a capacidade lipolítica (queima de gordura) em aproximadamente 9%.

Entretanto, é importante que o indivíduo aspirante a essa proposta de treinamento físico, apresente uma prévia e crônica adaptação a estratégias dietéticas de restrição calórica de carboidratos. Preferencialmente associadas a prática de exercícios aeróbicos. Entenda, que a busca pelo exercício que mais emagrece, nunca superará a prática rotineira de exercícios físicos. E o  hábito diário de se exercitar. Entretanto, em relação a periodização de seu treinamento. Essa estratégia poderia ser utilizada caso o individuo treinado apresente dificuldades em reduzir a massa de gordura corporal. Nesse sentido e utilizada como forma de quebrar o platô.

Esta seria uma boa possibilidade de treino, no intuito de melhora da performance e emagrecimento.

 Referência:

Marquet, et al. “Enhanced Endurance Performance by Periodization of CHO Intake: “Sleep Low” Strategy.” Medicine & Science in Sports & Exercise 2016 Jan 7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *