Musculação É Melhor que Exercício Aeróbio?

2017 ainda nem terminou, mas já tem estudo “publicado” em 2017 causando polêmica.
Um levantamento publicado no renomado periódico Medicine Science and sports exercise, com mais de 35 mil mulheres saudáveis, sobre a associação do treinamento de força, vulgo musculação para os destemidos avatares espartanos das guerras nas estrelas (que a força esteja com você!) e a incidência de diabetes melitus do tipo 2 e doenças cardiovasculares! Até então nenhuma novidade!
A prática regular de exercício físico é considerado a principal variável protetora quanto ao desenvolvimento de doença cardiometabólica. Pois bem…quando associado treinamento de força mais treinamento aeróbico, os riscos diminuiriam ainda mais! Ou seja, Musculação + aeróbico é o que “há” para sua saúde, desde que você se já aderente a esse estilo de vida!
Santiago, então quer dizer que tanto faz a musculação ou o aeróbico para reduzir os riscos? Então… Embora os 2 tipos quando associados tenham um efeito maior, quando comparados isoladamente, ou seja, só musculação versus aeróbico, a prática da musculação se mostrou mais eficiente para a redução dos riscos! Assim, os autores concluíram nesse levantamento que a prática de musculação por si só é capaz de reduzir os riscos de desenvolvimento de diabetes e doença cardiovascular, independente da prática de aeróbico.
Polêmico não? A questão aqui não é que a musculação é melhor que o aeróbio! Tanto que a prática de exercícios aeróbios SE MOSTRA TAMBÉM CAPAZ DE REDUZIR A INCIDÊNCIA DESSES DOENÇAS! Caso você tenha mais tesão pelo aeróbio, mantenha essa libido acesa, pois uma vida ativa nunca será ruim! Mas o interessante é que pelo estudo, caso você só faça o treinamento de força, você provavelmente estará menos vulnerável ao desenvolvimento de doenças cardiometabólicas.
Bons treinos em 2017!
Referência:
Shiroma EJ et al. Strength Training and the Risk of Type 2 Diabetes and Cardiovascular Disease. Med Sci Sports Exerc. 2017 Jan;49(1):40-46.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *